Cenas que um gajo lê e com as quais fica de boca aberta de espanto!

Publicado por O Perfeito Idiota às 19:35

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Ver comentários de Mónica com marta
26/Out/2008 20:14
marta diz:

Hj qd chegar a casa a minha mulher vai levar no cu...de hj não passa, é hj q eu lhe faço um filho...é q tou co a pica toda!


Mannnnzzz! que diabo...

"God bless..."

Publicado por Alguém... às 13:49

sábado, 25 de outubro de 2008

Matt Damon opina sobre a possível Vice-presidente dos E.U.A, Sarah Palin. A minha parte favorita é a dos dinossauros, hehe...

Is life imitating art or art imitating life..?

Publicado por O Perfeito Idiota às 01:42




God bless américa!
Boa? Boa...

O elogio do amor puro.

Publicado por O Perfeito Idiota às 13:55

quarta-feira, 22 de outubro de 2008


"A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam praticamente apaixonadas. Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do tá tudo bem, tudo bem, tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?"
Miguel Esteves Cardozo

Happiness is only real when shared

Publicado por O Perfeito Idiota às 21:07

sábado, 18 de outubro de 2008


O filme Into the Wild narra a história verídica de Chris McCandless (na foto), que em 1990, doou todo o seu dinheiro para a Oxfam, abandonou tudo e todos e fugiu para sempre de um ambiente familiar abastado mas carente em afectos.
Pegou na sua mochila e embarcou numa viagem à descoberta pela natureza, procurando um sítio no qual ele se sentisse bem - o Alasca. Ele mudou o seu nome para Alexandre Vagabundo e durante dois anos andou à boleia pelos Estados Unidos, México e Canadá.
Uma história de verdade, honestidade e pureza, uma vez que a vida, toda ela, tal como a conhecemos, é um percurso com um objectivo desconhecido e o caminho mais óbvio e confortável pode não ser o melhor.
Boa? Boa.

O mal está feito...

Publicado por O Perfeito Idiota às 02:51

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

video

Boa? Boa.

Pois é... o bom filho à casa torna!

Publicado por James às 02:00

Meus amiguinhos, deve ter sido numa dessas incursões no maravilhoso mundo da idiotice que fiquei amorfo, vidrado e estático, literalmente. Não consegui escrever. Com tempo ou sem tempo, nada saiu destes dez pedaços de carne, cartilagem e osso.
Sempre que visitei este blogue, o meu coração ficou sempre apertadinho ao contemplar o perpétuo definhar desta comunidade.
A meu ver, esta ausência foi demasiado longa, provocando estragos irreparáveis. Desculpem-me. Não voltará mais a acontecer.
Boa? Boa.