Porque é que as mulheres nos torram a mioleira..?

Publicado por O Perfeito Idiota às 14:49

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Anteontem, deambulei por ruas e ruelas frias de uma cidade sonolenta e vazia. Tentei... perder-me seriamente de mim mesmo, da angústia estripadora que me persegue e da saudade bipolar que me invade. Dei comigo estático, num sítio onde já estivera. Olhei, senti, cheirei... e reconheci. Lembrou-me outros momentos, menos tristes mais sorridentes. Agora, nada disso acrescenta sentido! Foram coisas, situações e sensações vividas ao teu lado. Ir de encontro a essas vivências é escavar sem fundo um buraco incolor. Não me esquivo à culpa minha que me encarcera o coração que me esmaga a alma neste corpo vazio e ausente. Recuso lembrar a tua ausência e a falta que provocas em mim. Pior, recuso esquecer-me de ti e a não esperar por um sinal teu!!

Quando te disse adeus naquela praça não era o que queria. Tampouco tive a coragem de o dizer... de o gritar. Ao invés, preenchi-me de um imenso silêncio percorrendo uma floresta obscena em saudade. Porquê..? Porque sei que estás a fugir para um local em que pensas estar confortável mas onde eu já não tenho lugar... porque pensas que não fomos feitos um para o outro e que um dia ainda irei agradecer-te peregrinamente tamanho altruísmo e benevolência. Essa é a verdade!

Basta! Não quero mais encontrar-te e sentir a contradição em que vives... ver os teus olhos carregados de vontade, sentir o teu coração apaixonado apertado de sentimentos tão fortes mas tão cheios de pesares. Foge, corre e esconde-te. Seja qual for a direcção por ti escolhida, sabes que só encontrarás aquilo que tens vivido - dor, sofrimento e vazio, sabes que não é assim que se resolvem as pessoas.

É errado presumir que as coisas do passado não voltam a repetir-se!

1 comentários:

Feitixeira disse...

Olá:)
Cheguei a este blog por intermédio de Alguém (hehe) e deparei-me com constatações imersas de realidade e despojadas de idiotice. Espero não te estar a ofender, pois gostei imenso.
Beijos pouco idiotas***